Ir para o conteúdo

Apple vence processo contra Xiaomi na Europa

O Tribunal Geral da União Europeia acredita que consumidores podem ler "Mi Pad" como "My Pad" e, portanto, confundirem com iPad

-

A Xiaomi apresentou um pedido em 2014 ao Escritório de Propriedade Intelectual da União Europeia (EUIPO) para tornar o "Mi Pad" uma marca registrada na UE. Apple respondeu com um processo alegando que consumidores poderiam eventualmente ler "Mi Pad" como "My Pad" e confundirem com o iPad.

Tablet Apple iPad

Em 2016, o EUIPO concordou com a contestação da Apple ao verificar que havia um grau significativo de semelhança entre os nomes. EUIPO concluiu que as diferenças entre os dois títulos não foram suficientes para excluir a existência de um risco de confusão e que as pessoas iriam pensar que a marca "Mi Pad" fosse uma variação da marca iPad.

Insatisfeita com a decisão do EUIPO, Xiaomi interpôs um pedido no Tribunal Geral para anulação mesma. No julgamento de hoje, o Tribunal Geral rejeitou a ação de Xiaomi e confirmou que o nome "Mi Pad" não deve ser registrado como marca na União Europeia.

Tablet Xiaomi Mi Pad

"A dissimilaridade entre os nomes em questão, resultante da presença da letra adicional 'm' no início de "Mi Pad" não é suficiente para compensar o alto grau de semelhança visual e fonética entre os dois", diz o comunicado divulgado pelo Tribunal Geral da União Europeia.

Fonte (PDF)

publicado por Euler Vaz

©2012-2017
MaisCelular é o melhor comparador de smartphones, tablets, preços e especificações completas.TOP