Ir para o conteúdo

Apple pede desculpas por ouvir gravações da Siri e anuncia mudanças

Antes da suspensão da etapa de avaliação, o processo incluía a análise de uma pequena amostra do áudio de solicitações feitas à Siri

author,

apple iphone siri

Depois do escândalo de que a Apple estava ouvindo gravações de áudio da Siri, a companhia divulgou nesta semana um comunicado de imprensa pelo qual se desculpa pelo ocorrido e anuncia mudanças importantes.

Confira as mudanças na íntegra:

Depois da análise que fizemos, percebemos que não estávamos correspondendo totalmente aos nossos altos padrões e pedimos desculpas por isso. Como anunciamos anteriormente, já suspendemos o programa de avaliação da Siri. Pretendemos continuá-lo posteriormente no próximo trimestre, quando as atualizações de software forem disponibilizadas para os usuários - mas somente após aplicar as seguintes alterações:

• Primeiramente, por padrão, não armazenaremos gravações de áudio de interações com a Siri. Continuaremos usando as transcrições geradas automaticamente para melhorar o serviço;
• Além disso, os usuários terão a opção de permitir ou não o aprimoramento da Siri por meio de amostras de áudio de suas solicitações. Esperamos que muitas pessoas optem por ajudar a Siri a melhorar, com a tranquilidade de saber que a Apple respeita suas informações e aplica controles rígidos para proteger sua privacidade. Os usuários que optarem por participar poderão alterar essa escolha a qualquer momento;
• Por fim, nos casos em que os usuários optarem por participar, somente funcionários da Apple terão autorização para ouvir as amostras de áudio das interações com a Siri. Nossa equipe trabalhará para garantir que qualquer gravação identificada como uma ativação não intencional da Siri seja apagada.

Para realizar tarefas personalizadas com mais precisão, a Siri coleta e armazena algumas informações do seu aparelho. Por exemplo, ao se deparar com um nome incomum, a Siri pode usar os nomes adicionados aos Contatos para garantir que reconhecerá o nome corretamente.

A Siri também usa os dados gerados em suas interações com ela. Isso inclui o áudio de sua solicitação e uma transcrição dela gerada automaticamente. Às vezes, a Apple usa a gravação de uma solicitação, bem como sua transcrição, em um processo de aprendizado de máquina que “treina” a Siri para melhorar seu desempenho.

Antes da suspensão da etapa de avaliação, o processo incluía a análise de uma pequena amostra - menos de 0,2% - do áudio de solicitações feitas à Siri e das transcrições geradas automaticamente para medir a qualidade da resposta da Siri e melhorar a confiabilidade dela.

Fonte: Imprensa Apple

Apple