Pular para o conteúdo

Órgão regulador nos EUA confirma ZTE como ameaça à segurança nacional

A ZTE não contestou a alegação de que o governo chinês impõe controles legais aos cidadãos e empresas para "fornecer acesso, cooperação e apoio às atividades de coleta de inteligência do governo"

author,

zte logotipo

Após a decisão do órgão regulador da área de telecomunicações e radiodifusão nos Estados Unidos (FCC, na sigla em inglês) de condeirar as empresas Huawei e ZTE como ameaças à segurança nacional, a ZTE solicitou ao governo que reconsiderasse esta definição. Infelizmente para a ZTE, esta petição foi negada.

A FCC afirma que, após revisar o processo, não encontrou base para reconsiderar sua atribuição à ZTE como ameaça à segurança nacional. Isso significa que as operadoras dos Estados Unidos não podem usar o Fundo de Serviço Universal de US$ 8,3 bilhões para comprar, manter ou oferecer suporte a qualquer equipamento de rede sem fio da ZTE.

Quando a ZTE e a Huawei foram consideradas ameaças à segurança nacional em junho deste ano, o presidente da FCC, Ajit Pai, disse que as empresas foram rotuladas assim porque "têm laços estreitos com a Parte Comunista Chinesa e o aparato militar da China, e ambas as empresas estão amplamente sujeitas a lei chinesa que as obriga a cooperar com os serviços de inteligência do país."

Esta semana, Pai disse que a ZTE não contestou a alegação de que o governo chinês impõe controles legais aos cidadãos e empresas para "fornecer acesso, cooperação e apoio às atividades de coleta de inteligência do governo".

Agora que a FCC decidiu continuar considerando a ZTE uma ameaça à segurança nacional, o órgão regulador votará em 10 de dezembro para decidir as regras para o programa de Reembolso de Redes de Comunicações Seguras e Confiáveis. Isso ajudará as operadoras americanas a remover e substituir equipamentos não confiáveis de suas redes.

Segurança
X

Utilizamos cookies para fornecer uma melhor experiência de navegação. Ao usar nosso site, você concorda com os cookies. Mais detalhes: Política de privacidade.