Ir para o conteúdo

Qual melhor local para leitor de impressões digitais nos celulares?

Há rumores de que a Apple pode retroceder e reintroduzir o Touch ID em modelos futuros de iPhones

author,

samsung galaxy s20

Apesar do fato de a Apple ter posicionado o Face ID como sua nova medida de segurança biométrica para os dispositivos móveis, ainda há rumores de que a empresa pode retroceder um pouco e reintroduzir o Touch ID em modelos futuros. E eu posso entender este raciocínio, porque às vezes o reconhecimento facial - não importa quão rápido seja - ainda pode ser um pouco complicado se comparado a apenas colocar o dedo no celular para desbloqueá-lo.

A Apple, é claro, tem suas razões para incluir o Face ID. A empresa se empenhou com a estreia do recurso para falar sobre o quão mais seguro um dispositivo é com o recurso ativado. Mesmo comparado ao Touch ID e leitores de impressão digital em geral.

E, sem surpresa, as outras empresas seguiram o exemplo com suas próprias idéias.

No entanto, acho seguro dizer que, embora os dispositivos do Google, Samsung e outras fabricantes tenham a opção de desbloquear com reconhecimento facial, e algumas empresas se esforçaram mais que outras para combinar com a tecnologia (ou marketing) da Apple, nenhuma delas se vangloria tanto quanto a Apple. O Face ID é um elemento importante para os dispositivos mais novos e mais caros; portanto, a empresa usa o Face ID como um destaque importante na lista de recursos.

Adoro o Face ID no iPad Pro. Eu acho ótimo e fácil. Mas não posso dizer a mesma coisa nos iPhones. Na maioria das vezes, o Face ID funciona muito bem e eu não me importo. Especialmente nos modelos mais recentes de iPhones, oferecendo um reconhecimento super rápido.

Mas no cotidiano pode ser meio irritante. Use um certo tipo de óculos de sol e mantenha alguns recursos de segurança ativados, o Face ID se tornará muito mais irritante do que deveria. Autenticar rapidamente o uso do Apple Pay para uma compra pode ser mais complicado do que deveria ser, dependendo da situação.

Nestes casos particulares, um leitor de impressões digitais seria útil. E isso me fez pensar: se a Apple está trazendo de volta o Touch ID em algum momento no futuro próximo como uma medida de segurança biométrica secundária (porque honestamente é assim que deveria ter sido feito em primeiro lugar), onde a Apple deveria colocar o leitor de impressões digitais? Alguns podem pensar que a aposta mais fácil e segura nesse momento estaria sob a tela. E eu também penso a mesma coisa, porque estou mais acostumado a usar leitor de impressões digitais na parte frontal do celular.

No entanto, celulares da marca HTC e, especialmente, a linha de aparelhos Google Pixel (sem contar os modelos mais recentes), começou a me empurrar em outra direção, mostrando que um leitor de impressões digitais na parte traseira pode ser o melhor lugar. Isso, claro, pode variar de acordo com o usuário, o tamanho do aparelho e até o posicionamento do leitor na parte traseira do dispositivo. Isso explica por que isso pode ser um pouco mais difícil para a fabricante escolher a localização do sensor biométrico.

E também existe o leitor de impressão digital integrado ao botão liga/desliga de alguns celulares, que geralmente têm o botão na lateral do dispositivo. Parece um local bastante acessível, principalmente considerando o tamanho do botão liga/desliga nos iPhones mais recentes, certamente faria sentido.

Mas estou curioso para saber o que você pensa. Onde você acredita que é a melhor localização para o leitor de impressões digitais de um smartphone? E se a Apple trazer o Touch ID de volta em algum momento, onde a empresa deve colocar o sensor em um futuro iPhone? Use os comentários!

Artigos especiais
Wallace Emerich GarciaParticularmente gosto do Leitor de digitais na parte frontal do aparelho, uso um Moto Z2 play e acho muito prático o funcionamento dele. Tenho visto alguns aparelhos com o leitor abaixo da tela, o que acho ser uma solução interessante também, particularmente o leitor na lateral e na parte traseira não me agradou muito.