Ir para o conteúdo

Reconhecimento facial do Samsung Galaxy S10 pode ser enganado por foto, vídeo ou até mesmo seu irmão

Se você realmente importa com sua segurança no smartphone, não deve confiar em sistemas de segurança baseados em câmeras

author,

O novo Galaxy S10 da Samsung pode ser o seu smartphone favorito no momento, mas você deve ser um pouco cuidadoso na hora de configurar um método de bloqueio de tela nele. Você pode enganá-lo com um vídeo de si mesmo reproduzido em outro dispositivo, ou mesmo com uma foto. Em pelo menos um caso, até mesmo irmãos conseguiram enganá-lo.

samsung galaxy s10 plus cameras frontais

Tanto o The Verge quanto o Lewis Hilsenteger (Unbox Therapy) conseguiram enganar a tecnologia de reconhecimento facial do S10 com um vídeo reproduzido em outro smartphone. No caso do último, isso foi usando explicitamente um smartphone com marcas de dedos, poeira, etc., a apenas alguns centímetros de distância do sensor. Deveria haver um escaneamento mais avançado com, talvez, distância focal, resolução suficiente para ver detalhes em nível de pixel e recursos estáticos sobrepostos para indicar que algo poderia estar tentando quebrar a segurança, mas a Samsung parece não ter prestado atenção a esses detalhes.

O AndroidWorld também conseguiu enganá-lo com uma imagem estática.

Mas você pode nem precisar de uma foto ou vídeo para enganar a tecnologia de reconhecimento facial do S10. A Jane Wong foi capaz de enganar o recém comprado Galaxy S10 do seu irmão com seu próprio rosto; uma simples semelhança familiar foi supostamente suficiente para confundi-lo.

Por padrão, o Galaxy S10 permite uma configuração de “reconhecimento mais rápido” para o desbloqueio facial, diminuindo a segurança do escaneamento em prol da conveniência, então presumivelmente isso ocorreu na maioria desses casos. O pessoal da SmartWorld, no entanto, informou que eles estavam com a configuração desativada em seus testes com a foto.

Esse tipo de reconhecimento facial 2D é conhecido por ser inseguro. Lembra do OnePlus 6 que era enganado com fotos e cabeças impressas em 3D? Se você realmente importa com sua segurança, não deve confiar em sistemas de segurança baseados em câmeras. A menos que eles sejam um pouco mais avançados, como o leitor de íris do Galaxy S9, ou o Face ID da Apple.

Artigos especiais