Ir para o conteúdo

YouTube removeu 7,8 milhões de vídeos no terceiro trimestre de 2018

Mais de 90% dos canais e mais de 80% dos vídeos removidos em setembro de 2018 violaram as políticas de spam ou conteúdo adulto

author,

Em abril, o YouTube publicou um relatório trimestral de repressão às diretrizes da comunidade como parte de um compromisso contínuo com a transparência. Além disso, a empresa agora está expandindo o relatório para incluir dados adicionais, como remoção de canais, número de comentários deletados e o motivo pelo qual um vídeo ou canal foi apagado.

YouTube removeu 7,8 milhões de vídeos no terceiro trimestre de 2018

A empresa, de julho a setembro de 2018, removeu 7,8 milhões de vídeos e 81% desses vídeos foram detectados pela primeira vez por máquinas. Dos detectados por máquinas, 74,5% nunca haviam recebido uma única visualização. Quando detectado um vídeo que viole as diretrizes, esse é removido o e aplicado uma advertência ao canal. O YouTube removerá completamente canais que insistirem em postar conteúdo proibido por suas diretrizes ou se contiverem uma única violação grave.

Mais de 90% dos canais e mais de 80% dos vídeos removidos em setembro de 2018 violaram as políticas de spam ou conteúdo adulto.

Assim como nos vídeos, o YouTube usa uma combinação de tecnologia de detecção inteligente e revisores humanos para marcar, revisar e remover spam, incitação ao ódio e outros abusos nos comentários.

De julho a setembro de 2018, o YouTube removeu mais de 224 milhões de comentários por violar as diretrizes de comunidade. A maioria das remoções foi por spam e o número total de remoções representa uma fração dos bilhões de comentários postados no YouTube a cada trimestre.

O YouTube criou ferramentas que permitem que os criadores moderem os comentários em seus vídeos, e segundo a rede social, mais de um milhão de criadores de conteúdo agora usam esses recursos.

Fonte

Aplicativos